sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Isto é Brasil

Quase 75 mil casos de corrupção foram julgados este ano
De janeiro a julho de 2014, a Justiça Federal e as instâncias estaduais julgaram 74.186 processos relativos a corrupção. Segundo avaliação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), os juízes cumpriram umas da metas definidas pelo próprio CNJ para o Judiciário brasileiro. A expectativa é que até o final do ano os tribunais identifiquem e julguem as ações de improbidade administrativa e as ações penais relacionadas a crimes contra a administração pública.
Metas
No caso da Justiça Federal foram cumpridas 100% das metas relacionadas aos 8.057 processos ajuizados em 2012, e 75,83% dos processos cujas ações foram distribuídas até 2011. No âmbito da Justiça Estadual, foram alcançadas 35,77% das metas de combate à corrupção, com o julgamento de 50.655 processos envolvendo improbidade administrativa e crimes contra a administração pública.
Tipificação
Dos processos que tramitam na Justiça Federal, 13.114 envolvem crimes contra a administração pública, e 2.360 o crime de improbidade administrativa.
Com informações da Agência Brasil

PRETO NO BRANCO, coluna publicada no jornal O ESTADO


                                               Eles têm a força!
Julieta Brontée
Os irmãos Ferreira Gomes conseguiram repetir o feito das eleições para prefeito de Fortaleza, ao derrotarem o senador Eunício Oliveira, emplacando seu candidato, o petista Camilo Santana como o novo governador do Estado.
Mesmo desconhecido de grande parte do eleitorado e sem poder contar com o apoio presencial nem de Lula, nem de Dilma, em razão do duplo palanque da presidenta reeleita, aqui no Ceará e ainda sem contar com o apoio de parte do próprio Partido dos Trabalhadores que, alinhada à ex-prefeita Luizianne Lins, recusou-se a pedir votos para o companheiro de Partido, Camilo conseguiu derrotar um candidato que além de bastante conhecido no Estado, por já ter vencido – e bem – uma eleição para o senado, vinha fazendo campanha de longas datas e que, portanto, mantinha-se muito à frente nas pesquisas de intenção de votos.
Pode-se dizer, portanto, que a vitória de Camilo, no Ceará, bem como a votação esmagadora recebida pela presidenta reeleita, Dilma Rousseff, devem-se, em grande dose, ao esforço e prestígio dos Ferreira Gomes e em especial ao próprio governador Cid Gomes que, embora cotado para assumir uma pasta tradicionalmente ocupada apenas por petistas desde o primeiro governo Lula, que é o Ministério da Educação, o que bem demonstra seu prestígio junto à presidenta, após as vitórias consagradoras, ainda pode se dar ao luxo de optar por uma das diretorias do Banco Mundial.
                    CURTO CIRCUITO
Haja obstáculos
   A tarefa da presidenta Dilma, no sentido de ampliar entendimentos com todos os setores do país, para poder governar, tem muitos obstáculos a serem superados. Só para se ter idéia do que vem por aí para a presidenta, enquanto o seu partido vai governar apenas 32,6% do PIB nacional, o PSDB vai mandar em 45%, e o oportunista PMDB, 22,4%. 
Ferozes e perigosos
Aliás, a Dilma que se prepare, pois a turma do PMDB já tá botando o maior boneco contra as mensagens presidenciais lá pras bandas do Congresso Nacional. Partido que não sabe viver sem a sombra do poder, já faz pressão pra conseguir se dar bem no novo governo de Dilma. Os “meninos” são ferozes e perigosos.
Santos de casa”
    Em política, estão sendo confirmados o refrão popular “santo de casa não obra milagre”, ou a frase de Cristo: “Ninguém é profeta em sua terra”. Em 1955, os cearenses rejeitaram o cearense Juarez Távora, que disputava a presidência com JK. Este ano, os mineiros, que sufragaram JK naquele ano, deram as costas e ajudaram a derrotar o mineiro Aécio.
FHC
            Lulistas-petistas-dilmistas  insistem em “crucificar” e “satanizar” o ex-presidente FHC, devido a este, afirmar que “não é defeito ser pobre, mas sim, ser mal-informado”, pelo fato de nordestinos e nortistas, em sua maioria, votarem na reeleição de Dilma para presidente, ignorando todas as informações e denúncias sobre corrupção no PT. Ele, no mínimo, nos chamou de ignorantes.
Barba rejeitada
   A monstruosa barba, usada pelo “bispo” Edir Macedo, dono da “Igreja Universal S/A”, para se parecer com o profeta na inauguração do Templo de Salomão, que custou uma fábula, dos “sócios”, está prometendo retirá-la em breve. Motivo: segundo seus “acólitos” a tal barba estaria causando rejeição a ele, e muitos “fiéis” o comparam a um “bode velho”.
Homem de fé
    Se há, no mundo um homem de muita fé, este é o presidente dos Estados Unidos, Barak Obama. Confirmada a reeleição de Dilma, ele enviou-lhe mensagem de congratulações, e de esperança de que os dois países, parceiros de longas eras, restabeleçam colaborações bilaterais. Mas para isso, Dilma precisa se livrar de parcerias tipo Evo, Maduro, Correa, Mujica, etc.
Será`?
   Os problemas relacionados com a saúde pública brasileira, segundo representantes do Sindicato dos Médicos do Ceará, crescerão, se o governo federal insistir em “abarrotar” os estados com médicos estrangeiros. Isso porque, segundo eles, as escolas de medicina do Brasil, estarão produzindo, no próximo ano, profissionais suficientes para o programa “Mais Médicos”.
Denúncia séria
  Na Câmara Municipal de Fortaleza, cresce a tendência para o retorno das Sessões Itinerantes. Só que, ao contrário do que ocorria antes, essas sessões, em vez de serem realizadas em dezenas de bairros, deverão ter lugar nas sedes das Secretarias Executivas Regionais. Com isso, seriam melhores as condições para se debater os problemas de vários bairros de cada vez.
“Cordas” prejudiciais

  Nas campanhas eleitorais, donos de mandatos, têm sido prejudicados por conta de “cordas” que recebem de partidários e aliados “muy amigos”. Na última eleição, dois exemplos: Eliane Novais (PSB) e Paulo Facó (PTdoB), que sonhavam com o Abolição e a Câmara dos Deputados, respectivamente, foram derrotados nas urnas e vão deixar a AL.

comparar Aecio a Jesus Cristo é o fim da picada

Silas Malafaia comenta vitória de Dilma: “Desde os tempos de Cristo, o povo prefere ladrão”

Silas Malafaia comenta vitória de Dilma: “Desde os tempos de Cristo, o povo prefere ladrão”
Deu no GNOTÍCIAS:
A vitória apertada da presidente Dilma Rousseff (PT) no segundo turno das eleições deste ano foi comentada pelo pastor Silas Malafaia no Twitter em tom de lamento.
O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) apoiou a candidatura de Aécio Neves (PSDB) e chegou a gravar vídeos com críticas e denúncias contra Dilma, pedindo que os evangélicos não votassem na candidata petista.
Após a divulgação da vitória de Dilma, que obteve  51,64% dos votos válidos (54,5 milhões de eleitores), contra 48,36% de Aécio (51 milhões).
“Dilma venceu! Preparem-se porque os corruptos vão continuar reinando no Brasil! Dilma venceu. Quem perdeu foi o Brasil! Dilma venceu. Que Deus tenha misericórdia do Brasil! Lamento dizer que, desde os tempos de Cristo, o povo prefere ladrão. Soltaram Barrabás e condenaram Jesus. Hoje, não é diferente”, escreveu o pastor em seu perfil no Twitter.
Na reta final da campanha, com a divulgação de trechos do depoimento do doleiro Alberto Youssef, que implicou a própria Dilma e o ex-presidente Lula no escândalo de corrupção da Petrobrás, Malafaia afirmou que o país passava por um momento “muito grave”.
“A coisa é muito mais séria do que a gente pensa. Vou lembrar a você uma coisa para poder falar do que está acontecendo agora, neste momento. Você lembra do mensalão? Você lembra que Lula, de maneira veemente na televisão, negou [que existisse mensalão] – e nega até hoje, porque lá em Portugal ele deu uma entrevista dizendo que não houve mensalão, [mesmo com] a cúpula do PT na cadeia. Esses caras tem a arte da mentira e da dissimulação”, criticou.
A postura de Malafaia e outros líderes evangélicos em não apoiar a candidatura de Dilma Rousseff se deveu à postura do governo em apoiar pautas que vão contra os princípios bíblicos sobre aborto, casamento gay, adoção de crianças por casais do mesmo sexo e legalização das drogas. Para completar, na reta final da campanha, Dilma anunciou o ativista gay Jean Wyllys (PSOL) como o “representante da juventude brasileira” no seu governo.

Coisas de politica

O dia em que Rodrigo Maia cogitou votar no PT

Deu no Poder Online:

Rodrigo Maia (Foto: Divulgação)
Rodrigo Maia (Foto: Divulgação)
No auge da ascensão da ex-senadora Marina Silva nas pesquisas de opinião, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ)  chegou a cogitar o voto em ninguém menos do que a presidente Dilma Rousseff.
Na época, em um telefonema com um líder petista, o deputado do DEM discorreu sobre o risco de o tucano Aécio Neves ficar fora da disputa do segundo turno e a possibilidade de Marina vencer a corrida presidencial.
E emendou: “Amigo, se for isso mesmo, acho que pela primeira vez na minha vida vou votar no PT”.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Pra turma da birita

 DAVID CÓRDOBA, EMBAIXADOR GLOBAL DE RUM, COMANDA PREPARO DE COQUETÉIS DO BACARDI TRIANGLE, AVENTURA ÉPICA DE MÚSICA NO TRIÂNGULO DAS BERMUDAS QUE COMEÇA HOJE

- €BACARDÍ Untameable Since 1862" conta a história por trás do rum BACARDÍ, suas origens em Cuba e inspira os consumidores a abraçar a vida e viver com ousadia - 
- Calvin Harris, Kendrick Lamar e Ellie Goulding serão destaque na experiência musical de três dias -

São Paulo, 30 de outubro de 2014 € Três artistas superstar, três gêneros, três noites embaladas por muita ação: uma experiência épica no Triângulo das Bermudas. O rum da BACARDÍ® realiza, de 30 de outubro a 02 de novembro de 2014, o BACARDÍ TRIANGLE, um evento que contará com a presença de 1.862 convidados e vencedores de concursos embarcando em uma viagem de aventura musical de três dias no fim de semana de Dia das Bruxas. Essa é a execução mais recente e ousada da campanha do rum €BACARDÍ Untameable Since 1862", lançada em novembro de 2013.
--> [Vídeo institucional do eventohttp://www.youtube.com/watch?v=Vb-UJtHKC-4
Com curadoria do premiado bartender David Córdoba, Embaixador Global da marca, os coquetéis do Bacardi Triangle serão especiais. €Criamos menus para cada um dos nossos bares na ilha, misturando criações modernas com os clássicos coquetéis da Bacardi, como o Daiquiri e a Cuba Libre". Córdoba acrescenta: "Acredito que as bebidas do Bacardi Triangle irão definir um novo padrão para esse tipo de evento de música". Durante a viagem, os convidados farão um tour à destilaria de rum da Bacardi e poderão vivenciar uma Mixology Class com o Embaixador.
Para Dmitry Ivanov, diretor sênior da categoria rum, €essa é a maior experiência que a marca BACARDÍ já realizou. Trabalhamos arduamente para garantir que, em cada etapa do caminho, os convidados e o público fiquem intrigados e surpresos. Queremos inspirar os homens a viver com coragem e paixão e amamos música e grandes festas". 
Três jatos fretados de Londres, Nova York e Los Angeles, além de voos regulares de 22 cidades ao redor do mundo, transportando os convidados para o Waldorf Astoria, El Conquistador, um resort cinco estrelas em Porto Rico.  Os fãs de música podem esperar temperaturas tropicais, enquanto aproveitam os cenários em volta da piscina ao som de alguns dos principais DJs do mundo.
O fim de semana culmina com os convidados sendo levados para uma ilha particular do Caribe, no coração do Triângulo das Bermudas. Uma variedade de experiências surreais aguardam três dos maiores artistas do mundo no palco do BACARDÍ Triangle. São eles o DJ Calvin Harris, ganhador do Grammy, o astro do hip hop Kendrick Lamar e a cantora sensação Ellie Goulding, que se apresentam com seus maiores sucessos, como parte de um fim de semana musical esfuziante. 
De festas do estilo Prohibition em Havana durante a década de 20 a modernas parcerias com artistas estabelecidos e em ascensão, a BACARDÍ tem uma longa história com a música.  O €BACARDÍ Untameable Since 1862" conta a história por trás do rum BACARDÍ, suas origens em Cuba, e inspira os consumidores a abraçar a vida e viver com ousadia para mostrar seu próprio €espírito irreprimível". 

COQUETÉIS DO BACARDI TRIANGLE


TORMENTA NEGRA
Tormenta Negra é uma mistura do clássico rum com cerveja de gengibre, usando BACARDÍ Black rum para um toque intenso. A chave está no equilíbrio entre especiarias e acidez.
O que você precisa: BACARDÍ Black rum, fatias de limão, Angostura® bitters, Ginger cerveja.
  


CUBA LIBRE
Para comemorar o fim da Guerra de Independência de Cuba, o soldado norte-americano Capitão Russell pediu um BACARDÍ Gold rum e Coke® com cal. Curiosos perguntam seu nome. O capitão propôs um brinde: "Por Cuba Libre", "Por uma Cuba Livre" e o original Cuba Libre nasceu.

O que você precisa: BACARDÍ Gold rum, Coca Cola (garrafa) e fatias de limão. 
   

     DAIQUIRÍ
Este clássico foi criado em 1898 e a história por trás de sua criação é tão refrescante como o seu sabor. Na necessidade de criar uma bebida fresca no calor tropical, um engenheiro de minas na cidade cubana de Daiquirí misturou BACARDÍ Superior rum com limão e gelo. A notícia e a receita se espalharam rapidamente entre os melhores bartenders de Havana.
O que você precisa: BACARDÍ Superior rum, suco de limão espremido na hora e açúcar.
 
Informações para contato:
Marqueterie Assessoria de Comunicação
Bia Azevedo € bia@marqueterie.com.br
Livia Esteves € livia@marqueterie.com.br
Claudia Campos € claudia@marqueterie.com.br
Tel: 11 3083 7399 
Sobre o rum BACARDÍ - o rum mais premiado do mundo
Em 1862, na cidade de Santiago de Cuba, o fundador Don Facundo Bacardí Massó revolucionou a indústria de bebidas destiladas quando criou um rum de corpo leve e com um sabor particularmente suave € BACARDÍ. O sabor único do rum BACARDÍ inspirou os pioneiros dos coquetéis a inventar algumas das receitas mais famosas do mundo, incluindo BACARDÍ Mojito, BACARDÍ Daiquirí, BACARDÍ Cuba Libre, a BACARDÍ Piña Colada e BACARDÍ Presidente. O rum BACARDÍ é a bebida destilada mais premiada do mundo, com mais de 550 prêmios por qualidade, sabor e inovação. Hoje, o rum BACARDÍ é feito em Porto Rico e no México, onde é trabalhado para garantir que o gosto permaneça hoje igual a quando foi misturado em 1862. www.bacardi.com 

A marca BACARDÍ® faz parte do portfólio da Bacardi Limited, com sede em Hamilton, Bermuda. Bacardi Limited se refere ao grupo de empresas Bacardi, incluindo a Bacardi International Limited. 

VIVA APAIXONADAMENTE. BEBA COM MODERAÇÃO. 
 Para saber mais sobre o €BACARDÍ Untameable Since 1862€, o rum BACARDÍ e receitas de coquetéis, visiteBACARDI.COM 
BACARDÍ, BACARDÍ UNTAMEABLE E THE BAT DEVICE SÃO MARCAS REGISTRADAS DA BACARDI & COMPANY LIMITED

Livia Esteves 

Sai Edital para Pós-Graduação em Comunicação da UFC

Pós em Comunicação lança edital de mestrado acadêmico 2014/2015

O Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará (PPGCOM-UFC), realiza nesta sexta-feira (31), às 16h, na sala de audiovisual D, do Mestrado em Comunicação (Centro de Humanidade, área 2 , Av. da Universidade, 2762, Benfica), o evento de lançamento do edital de mestrado acadêmico 2014/2015.

Na ocasião, serão apresentados o edital, o PPGCOM-UFC (área de concentração, linhas de pesquisa, grupos e projetos de pesquisa, corpo docente) e dirimidas possíveis dúvidas acerca do processo seletivo para o curso de mestrado acadêmico do PPGCOM-UFC. As inscrições para o mestrado estão abertas até 20 de novembro. O edital está disponível no site da Pós-Graduação em Comunicação (www.poscomufc.com/#!ingresso/c5xb).

O evento será transmitido ao vivo via Internet. O link para a transmissão estará disponível no site do PPGCOM (www.poscomufc.com) a partir das 15h (horário de Fortaleza).

Fonte: Prof. Wellington Jr., coordenador do PPGCOM-UFC 

Seinfra de Maracanaú chama atenção para o prazo de atualização de Cadastro Único do Minha Casa Minha Vida

A Coordenadoria de Habitação da Secretaria de Infraestrutura e Controle Urbano – Seinfra de Maracanaú informa que estará atualizando o Cadastro Único de 1.631 famílias pré-inscritas no Programa Minha Casa, Minha Vida – PMCMV. A atualização cadastral ocorrerá até 31 de outubro de 2014, no horário de 14 às 18 horas, no Centro de Convivência do Idoso - CCI, situado na Avenida X, nº 100 - Jereissati II. Nesta ação, somente serão atendidas as famílias indicadas no Edital nº II da Seinfra, conforme o agendamento definido pela Coordenadoria de Habitação. O atendimento será realizado por ordem de chegada. Importante destacar que não se faz necessário chegar de madrugada, pois o atendimento será previamente identificado.

As famílias deverão se dirigir ao CCI munidos da seguinte documentação original: Documento de Identidade (RG); Cadastro de Pessoa Física (CPF); Título de Eleitor; Carteira de Trabalho; Carteira do Posto de Saúde (Com carimbo do Posto); Comprovante de Residência do último mês (Coelce ou Cagece); Certidão de Nascimento (em caso de filho menor); e Declaração da Escola Atualizada (em caso de filho menor).

Segundo a coordenadora de Habitação, Elisier Pinheiro, esta ação é imprescindível para o atendimento no Programa Minha Casa, Minha Vida – PMCMV. O objetivo da gestão municipal é sanar todas as pendências de forma a permitir que todas as famílias tenham o direito de participar da seleção de futuras unidades habitacionais de interesse social. Outra ação igual a esta foi realizada anteriormente, surtindo efeitos positivos. Mais informações através do telefone 3521.6541 ou na Coordenadoria de Habitação localizada na Avenida III, nº 268 (altos) - em frente ao Corpo de Bombeiros.(Artur Filho)

Secretário de Saúde de Caucaia faz reunião com distribuidores de remédios do Município

O secretário Deuzinho Filho fez reunião, ontem (29), com todos os profissionais responsáveis pela distribuição de remédios nas unidades de saúde de Caucaia. 

Na pauta uma forma mais segura, dinâmica, ágil e responsável para logística de distribuição e manutenção dos remédios nas Unidades Básicas de Saúde e todos os equipamentos da saúde municipal de Caucaia. 

O novo modelo de distribuição será implantado a partir da próxima semana. 


Candidato derrotado ao governo do Ceará, chora suas mágoas


ENTREVISTA À FOLHA
Eunício critica PT, denuncia crimes eleitorais e anuncia candidatura do PMDB em Fortaleza
Anderson Pires
jornalismo@cearanews7.com.br


Candidato derrotado ao governo do Ceará, o senador Eunício Oliveira (PMDB) repete um colega de partido e diz: "O PT é uma harpa paraguaia. Porque a harpa normal se toca para frente e para trás. A harpa paraguaia só se toca para dentro".

O líder do PMDB foi derrotado no segundo turno para o petista Camilo Santana, 46, aliado dos irmãos Cid e Ciro Gomes (Pros).

Ele ataca a legislação eleitoral, que permite que um aliado de Dilma, ele, no caso, tenha como adversário na eleição estadual um candidato do partido da presidente.

"Eu sou aliado a Dilma no plano nacional e tem um candidato do partido contra mim no plano estadual. Não vê como isso é estranho? O Supremo errou quando cortou a verticalização das eleições. Isso está errado. A Suprema Corte também erra."

 A seguir, trechos de sua entrevista à Folha.

Folha - Henrique Eduardo Alves, do PMDB e presidente da Câmara, reclamou do apoio que o PT deu ao adversário dele, Robinson Faria, que acabou eleito governador no Rio Grande do Norte. Como o sr. avalia a participação do PT nacional no Ceará? Foi cumprido o prometido?
Eunício Oliveira -
 A eleição passou. Eu aceito as coisas com naturalidade. Tive quase 2 milhões e 100 mil votos do povo cearense e é isso que eu quero levar dessa eleição. Em relação à participação nacional do PT prefiro guardar minha avaliação para mim mesmo. Não quero externar nenhum juízo de valor. Faço minha autocrítica e espero que eles façam também a deles.

Ficou algum trauma das urnas que pode azedar a relação dos dois partidos no plano nacional?
Sinceramente, mágoa nenhuma. Mas é como disse hoje meu amigo Luiz Henrique [senador do PMDB-SC]. O PT é uma harpa paraguaia. Porque a harpa normal se toca para frente e para trás. A harpa paraguaia só se toca para dentro.

E o senhor concorda com essa avaliação?
Você tem alguma dúvida disso (risos)?

Mas o PT não enviou nem a Dilma nem o Lula para pedir votos para o adversário do senhor. Eles não teriam cumprido parte do acordo?
Eu sou aliado a Dilma no plano nacional e tem um candidato do partido contra mim no plano estadual. Não vê como isso é estranho? O Supremo errou quando cortou a verticalização das eleições. Isso está errado. A Suprema Corte também erra. É feito por homens e mulheres. Nacionalmente eu pedia votos para o 13, mas, no Estado, não podia pedir para o 13, porque meu adversário é do PT. Essa legislação está equivocada. Precisa de uma reforma política já.

Em seu primeiro discurso após eleita, a presidente Dilma Rousseff (PT) sinalizou a necessidade de uma reforma política e o desejo de realizar um plebiscito, mas alguns líderes do seu partido já mostraram resistência em relação a este segundo ponto. O sr. vê viabilidade na realização do plebiscito?
Eu sou líder do PMDB do Senado e lhe digo: isso não passa dessa forma. O Congresso vai derrubar se vier dessa forma. Nós entendemos que tem que existir um referendo, porque a população tem que ser ouvida. O Congresso aprova uma reforma política, e a população vota se quer ou não. O plebiscito não tem sentido. Acabamos de passar por uma eleição. Vamos passar por outra para aprovar uma Constituinte? Não existe isso. Na democracia deve-se respeito ao Parlamento como aos outros poderes. Se vier dessa forma eu encaminho contra.

E em relação àqueles peemedebistas que não fecharam apoio com Dilma? Ainda existe o racha no partido? Fala-se da eleição de Eduardo Cunha, líder do bloco dos dissidentes, para a Câmara em 2015...
Disputa de mesa é normal. O PMDB não pode se candidatar? Por que não? O PT não disputou com o PMDB no Rio, sendo que o Pezão disputava a reeleição? Então pode existir disputas internas, mas não quando a preferência é do PT? É de novo a história da harpa.

Fechado o segundo turno, o PMDB foi o partido com mais governadores eleitos nos Estados, sete, ao todo. Isso força uma maior proximidade da presidente com a bancada peemedebista? Aumentará a composição de nomes do partido no ministério?

O PMDB aumentou sua força no país. Essa questão de ministério para mim é secundária. Por mim o PMDB nem aceitava nenhum ministério nesse governo. Nosso apoio não foi por cargo foi em nome de um projeto. E somos hoje o maior partido do Brasil. Sai eleição e entra eleição e o PMDB sempre sai mais forte. Quem não tem tamanho desqualifica o PMDB, mas a população vai lá e mostra que quer o PMDB novamente. É sempre assim. Em relação ao governo Dilma nós não somos agregados. Nós somos o governo. Meu presidente [do partido] é o vice-presidente da República, o Michel Temer. Nós estamos fortalecidos em nome de um projeto maior.

Com essa capilaridade, qual é o projeto do PMDB para 2018?
Eu defendo candidatura própria para presidente. Eu e uma ala importante do partido defendemos isso. O PMDB não precisa ficar à sombra de ninguém. É o maior partido do Brasil.

O sr. defende então o rompimento com o PT para 2018?
Eu defendo que o PMDB lance candidatura própria. Cada partido é livre para seguir seu rumo. Se eles quiserem caminhar em outra posição que fiquem à vontade.

O governador Cid Gomes tem sido cotado para ser ministro de Dilma nesse segundo mandato. O que o sr. acha disso?
Primeiro eu não tenho poder de vetar uma indicação da presidente. Segundo, mesmo que tivesse, não agiria dessa forma, pois qualquer coisa que seja favorável ao meu Estado eu aprovo. Terceiro porque não faço política com ódio ou ressentimento.

Na véspera da eleição estadual o sr. chegou a declarar que o governador usou a máquina do governo para 'esmagar' sua candidatura. O que especificamente foi feito na disputa?
Quem andou em Fortaleza no dia das eleições viu nas ruas mais um milhão de camisas amarelas [cor do adversário Camilo Santana] sendo distribuídas com dinheiro dentro, algo em torno de R$ 70. Na cidade de Quiterianópolis ficamos sabendo que o governo deu feriado nas escolas, prometeu adutora e que ia asfaltar as ruas. Isso na véspera da eleição. Aí, eu que nas pesquisas tinha lá 80% do eleitorado passei a ter 20%. Inverteu o processo. Isso é uso da máquina ou bênção de Deus?

O sr. também reclamou nestas eleições dos ataques que recebeu do atual secretário de Saúde do Ceará Ciro Gomes...
Ele é um desequilibrado. Estava desesperado achando que ia perder o governo, porque ele acha que aquilo é dele e ninguém pode tomar. Levantei 19 processos contra ele, por injúria, difamação e danos morais. Quando receber o dinheiro dele já sinalizei que vou doar tudo para uma instituição que cuida de drogados.

O novo governador Camilo Santana assume com ampla maioria na Assembleia Legislativa. Qual será a posição do sr. a partir de agora no Estado? Muito tem se falado do desejo do sr. de organizar a oposição no Ceará...
O PMDB é a partir de agora oposição no Ceará. Faremos uma oposição propositiva, e não raivosa. Oposição assina CPI, faz o que precisa ser feito. Aquele parlamentar que for cooptado e quiser fazer parte do governo nós vamos brigar para que ele perca seu mandato na Justiça. A legislação eleitoral exige fidelidade partidária e nós vamos fazer valer isso. Vamos fiscalizar o governo.

Embora tenha perdido em 149 municípios do Ceará, o sr. conseguiu vencer em Fortaleza, que é administrada por um prefeito ligado a Cid Gomes. Isso credencia o PMDB para concorrer daqui a dois anos?
O PMDB vai lançar candidatura em Fortaleza e na maioria dos municípios cearenses. Eu vou coordenar isso particularmente em 2016. Saímos extremamente fortalecidos das urnas. Tivemos 57% dos votos na capital. Ganhamos em todas as cidades da região metropolitana, menos duas. Ou seja, estamos fortes.

Do Ceará News - * Com informações da Folha de S. Paulo

Quando se trata de julgar parlamentares tem que ser a passos de tartaruga(?)

Queixas contra condenações de políticos pelo STF



a_MG_0244


Crédito Nelson Jr./SCO/STF
Do Jota.info

Era previsível. Quando a fila de deputados e senadores com pendências judiciais começasse a andar no Supremo Tribunal Federal (STF), os protestos começariam. Ontem, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), levou ao presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, a reclamação dos parlamentares contra a mudança regimental promovida em junho pelo tribunal que delegou às duas Turmas o julgamentos de inquéritos e ações penais.

Desde que a alteração foi feita, 26 inquéritos e 8 ações penais foram julgados. Algo que o tribunal, quando tinha de julgar esses processos no plenário, levava meses a fazer. Foram 15 denúncias contra parlamentares recebidas e 11 rejeitadas. Nas ações penais, quatro parlamentares foram absolvidos, dois foram condenados, houve uma prescrição e na última, em razão da perda do foro, a ação foi remetida para primeira instância.

A manutenção da condenação do deputado Protógenes Queiroz (PC do B-SP) na semana passada com os votos de apenas três ministros foi o que alertou os parlamentares. O deputado foi condenado por violação de sigilo funcional quando era delegado da Polícia Federal e esteve à frente da Operação Satiagraha. Somente três ministros participaram do julgamento.

O presidente da Câmara adiantou que, por esse placar mínimo, provocará oficialmente o Supremo. Entende o presidente da Câmara que somente o pleno do tribunal pode julgar deputados e senadores suspeitos da prática de crimes. A mudança regimental promovida pelo STF em sessão administrativa seria, portanto, indevida.

“Uma mudança regimental no mês de junho remeteu para uma câmara (para as Turmas) de cinco ministro (a competência para julgar os deputados e senadores). E às vezes não comparece um, não comparece outro e apenas três exercem esse poder que nós entendemos que, pela Constituição, é do pleno, pleno mesmo (composto por 11 ministros)”, afirmou.

A ação judicial ou o recurso no caso concreto é uma tentativa de que o tribunal volte atrás e rediscuta o assunto. “Vamos apresentar alternativas para o ministro Lewandowski possa levar ao pleno do STF”, disse. “Vamos mostrar que o regimento não tem poder para alterar a Constituição”, acrescentou.

A alteração regimental foi pensada pelo ministro Luís Roberto Barroso, apresentada aos demais ministros e aprovada em sessão administrativa. Foi pensada e discutida como forma de desafogar o plenário do Tribunal e liberar a pauta para julgamento de temas constitucionais, que seria a função precípua da Corte.

E a mudança veio na esteira do engessamento da pauta do STF em 2012 em razão do julgamento do mensalão. Para julgar a ação penal 470, o tribunal interditou a pauta e passou mais de quatro meses concentrado em apenas um processo.

Essa foi a explicação dada por Lewandowski aos parlamentares. Mas a explicação, certamente, não foi a que gostariam de ouvir.

O julgamento célere dos inquéritos e ações penais confirma uma mudança na tradição antiga da Corte de namorar com a impunidade, seja pela absolvição, seja pela prescrição. A mudança positiva deste quadro em nada agrada deputados e senadores com problemas na Justiça.

PF na mira do "Poderoso Chefão" e sua gangue

Polícia Federal deflara Operação "GodFather" contra lavagem de dinheiro e crimes tributários. Valores envolvidos são superiores a R$ 150 milhões

Anthony Armstrong, o "Poderoso Chefão"















A Polícia Federal deflagrou, hoje, a Operação "Godfather", uma alusão ao personagem do livro "O Poderoso Chefão", de Mario Puzo. Não, não é o que vocês estão pensando. Não tem nada a ver com o caso daquele jatinho sem dono. Trata-se de uma operação visado a apuração de crimes de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, crimes tributários e formação de quadrilha atribuídos ao inglês Anthony Armstrong e a pessoas a ele ligadas e à sua empresa  que atua do ramo imobiliário, em Fortaleza e Natal e que também patrocina times de futebol no Brasil, o Alegrim, de Natal e na Itália, o Monza.

Após receber informações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras, o COAF, sobre a existência de um esquema de lavagem de dinheiro que captava dinheiro de investidores no exterior para investimentos que nunca eram devolvidos, a Polícia Federal começou a investigar o esquema da quadrilha comandada pelo "Godfather", apelido dado pelos torcedores do Alegrim ao inglês Armstrong e que tinha sede em Natal.

Na Operação foram utilizados 50 policiais federais e 12 fiscais da Receita Federal, para cumprimento de nove mandados de busca. Estima-se que a quadrilha arrecadou, com o golpe, cerca de R$ 150 milhões.


Postado por Noelia Brito
*Com informações da assessoria de Imprensa do DPF, no RN

Mais sujo que pau de galinheiro

Senador Mário Couto, que tomou a defesa histérica de Aécio Neves e pediu o impeachment de Dilma é acusado de fraude em 11 processos
mário couto psdb senado ética
Mário Couto, que se autoproclama como paladino da ética, tem a conta bloqueada pela justiça e acumula diversos processos (Agência Senado)



:

Uma figura regional ganhou notoriedade nacional ontem na patética discussão travada em torno do Marco Civil entre Aécio e Lindbergh Farias no Senado, imortalizada num vídeo que viralizou na internet.
Era o senador Mário Couto, do PSDB do Pará. Ele saiu correndo em direção de Lindbergh, dedo em riste numa gesticulação histérica. Tomou a defesa de seu colega de partido, e a cena poderia terminar em pugilato se não interviessem ali.
Couto é a chamada chave de cadeia, e é revelador do sistema político e jurídico nacional que ele ocupe ainda uma cadeira no Senado, da qual profere, não raro, do alto de sua ficha corrida pesada, inflamados pronunciamentos pela ética e contra a corrupção.
A biografia de Couto é rica.
Algum tempo atrás, uma mulher numa pequena cidade do Pará entrou com um processo contra ele depois de ter sido chamada – contou ela – de “macaca” e coisas do gênero.
No processo, ela disse que a razão da fúria de Couto foi ela não haver deixado que ele pregasse em sua casa cartazes de um candidato a prefeito.
Como deputado pelo Pará, ele se meteu em encrencas legais também. O Ministério Público o acusou de fraudar licitações na Assembleia Legislativa, da qual era presidente.
Empresas em nome de laranjas ganharam concorrências em série. O controle das licitações da Assembleia Legislativa estava a cargo da filha de Couto, Cilene.
Por conta das licitações suspeitas, a conta de Couto foi bloqueada pela justiça paraense, para evitar transferências de dinheiro para parentes, amigos ou, simplesmente, laranjas.
Até no futebol a crônica dele é notável.
Couto, algum tempo atrás, virou patrono de um time da segunda divisão paraense. O estádio do time, do interior do Pará, recebeu seu nome, e é conhecido como Coutão.
Algumas contratações caras para os padrões locais despertaram suspeitas. Como um clube tão modesto poderia bancar as despesas – sem receita de estádio e com patrocínio tímidos?
A resposta, segundo as evidências, residiria no Detran do Pará, um reduto de Couto de acordo com pessoas que conhecem a política do Pará.
As denúncias sugerem que Couto arrumava bons empregos no Detran para mulheres de jogadores, e ali estaria o pagamento, com dinheiro do contribuinte paraense.
No YouTube, um vídeo mostra uma cena desalentadora neste capítulo futebolístico. Numa reportagem de uma emissora local, aparece um pequeno empresário brandindo uma papelada.
Eram os documentos de um terreno, disse o empresário, que foi tomado por Couto para fazer parte das dependências do clube. O terreno fica ao lado do Coutão.
Apesar dos documentos, apesar da luta do proprietário do terreno na justiça, não houve reintegração de posse. Isso, no Brasil, é algo que só funciona contra favelados como os da Favela Oi.
Couto, no passado, segundo é amplamente comentado entre os paraenses, foi ptesença destacada no jogo do bicho.
Nada disso impede o senador de ser um cruzado pela moralidade. Antes de tomar a defesa física de Aécio, ele pediu o impeachment de Dilma por causa do caso da refinaria de Pasadena.
A presença de Mário Couto no Senado mostra várias coisas, nenhuma delas animadora. Uma delas é que o PSDB tem que olhar para o espelho antes de falar em moralização.
Mas a conclusão mais importante é: que venha, urgentemente, uma reforma política.

Paulo Nogueira, DCM

Merecido descanso

Presidente deve retornar para Brasília somente no domingo







Presidente Dilma no embarque, com a filha e o neto, no Palácio da Alvorada para viagem à Bahia - Givaldo Barbosa / Agência O Globo
POR 
RIO E SALVADOR — A presidente Dilma Rousseff descansa na Base Naval de Aratu, na Praia de Inema, na Bahia. Durante toda a manhã, Dilma permaneceu na base e não foi à praia. A previsão é de que a presidente fique até o próximo domingo na Bahia. Dilma viajou acompanhada da filha Paula Araújo, e do neto Gabriel, de 4 anos.
Na próxima segunda-feira, a presidente voltará a despachar no Palácio do Planalto. A presidente vai cuidar preferencialmente de articulações para formação do próximo ministério. Dilma pretende tomar posse no novo mandato já com a equipe renovada.
As negociações serão interrompidas pela Cúpula do G-20 (grupo de países emergentes), nos dias 15 e 16 de novembro, em Brisbane, na Austrália. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, já ligaram para Dilma para parabenizá-la pela reeleição e iniciar diálogos no encontro.